JOSÉ STERQUINI MUNIZ

STERQUINI  FALA DE TUDO MAS FALA DE AMOR

Textos

Amor e vingança.
Com saudade decidi fazer uma coisa que penso a muito tempo,
é sobre um Trabalho do meu saudoso pai. Eu nasci em mil Novecentos
e quarenta e quatro, ele já recitava esta Poesia.
Fala de duas crianças Paolo e Maria eles Nasceram no mesmo dia.
E o pai de Maria, com um Punhal matou o pai de Paolo no dia em que
Eles nasceram. A mãe de Paolo guardou o Punhal por vinte anos.
No dia que o filho completou vinte anos sua mãe colocou seu plano em
Pratica a vingança.
Hoje faz vinte anos basta meu Paolo pois bem.
Vai ver a velha Vicência, o amor que um filho tem
Hoje faz vinte anos fiz uma jura fatal.
Uma jura mãe santíssima o que jurou?  
Jurei por este sangue que em ferrugem se tornou,
Que tu filho, mataria aquele que a seu pai matou.
Tu matas? Mato! Ainda que esta vingança ti roube
Do seio o amor? Ainda assim! Então parte vai é Ricardo
O Matador. Ricardo pai de Maria Mãe santíssima
Perdoai-me. Filho ingrato parte e vai cumpra a jura
ser maldito, se não Vingas a teu pai. Esta noite
se tinta em sangue com os cabelos no  ar o assassino
de Ricardo, aos pés da mãe vem lançar o punhal.
Pobre Maria! Foge a pobre espavorida assim vagou três dias
No quarto enlouqueceu ainda ontem um caminhante
Passando ao coliseu viu a pobre as gargalhadas vingança pedindo o Céu.
sterquini
Enviado por sterquini em 20/10/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras