JOSÉ STERQUINI MUNIZ

STERQUINI  FALA DE TUDO MAS FALA DE AMOR

Áudios

Banco da Praça
Data: 08/02/2007
Créditos:
Banco da Praça de minha Autoria Compositor J. Muniz
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Banco da Praça
Titulo: Banco da Praça



Minha amada sai na janela para ver que noite bela a Lua está tão linda e você não viu  ainda essa noite está perfeita para agente se amar mas não vou entrar prefiro te esperar sei que não vai deixar para depois  esse  momento que é só para nós dois

O banco da praça deve estar reclamando a nossa demora certamente está na hora ele gosta de sentir quando alguém está se amando aquele banco é tão antigo deve estar acostumado a ouvir juras de amor

Quanta jura escutou de quem nele já sentou e por ser ele de madeira tal vez ninguém o amou tal vez seja por isso que é tão submisso a nossa vontade por que nele agente senta para matar nossa saudade

Agente se ama na cama ela fica sempre calada a coitada não tem boca jamais vai dizer nada a lua clareia o quarto pelos vidros da janela está fazendo o seu papel quem vai se aborrecer com ela
Enviado por sterquini em 08/02/2007

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras