JOSÉ STERQUINI MUNIZ

STERQUINI  FALA DE TUDO MAS FALA DE AMOR

Áudios

Cedro e a Roseira
Data: 08/02/2007
Créditos:
de minha Autoria J. Muniz
Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

O Sedro e a Rosa
: O Cedro e a Roseira

Aquela arvore de cedro com sua copa frondosa
Ele também nasceu pequeno como nasce um pé de rosa
No entanto ele cresceu e a roseira continua pequena com sua aparência serena
Que é da sua natureza ter ficado a uma altura de mostrar sua beleza

O cedro da sombra e da proteção assim ele mostra o seu valor                                                      e a roseira oferece sua flor como lembrança de amor
Tudo tem sua razão de ser  e vai ser assim até morrer
O cedro  envelhece vem o machado
Roseira que não da rosa o pé também é cortado  

O homem não é diferente a vida passa de repente
Se aproveitar bem a mocidade ele vive de verdade
A velhice é um premio para quem envelhece bem
Do contrário é um castigo se não tem nada a oferecer a
Ninguém

Eu sou velho sou feliz foi o que eu sempre quiz querer é poder vale a pena envelhecer eu amo e ainda sou amado acho bom demais viver ainda foço canção que alegra o coração de
quem vive uma paixão

Enviado por sterquini em 19/12/2006

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.



Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras